Se reinventando no meio da pandemia Covid-19

Se reinventando no meio da pandemia Novas habilidades

Quando chegamos aos 50 anos, temos que nos redescobrir em várias frentes: corpo, disposição, lugar no mundo. A necessidade de se reinventar triplicou nos últimos meses, devido à quarentena.

Em 2015 o Fantástico fez uma série falando das adaptações de mulheres de 50 anos. Click no lin abiaxo e veja este vídeo com a talentosa Fernanda Torres (muitos me acham parecida com ela) e Vera Lourenço que tinha escrito sobre 50 coisas que queria fazer antes dos 50 anos.

Fernanda Torres diz como é se reinventar após os 50 anos

Este projeto da Vera, com o qual colaborei com dicas, foi muito discutido entre nós que a conhecemos e um incentivador para que tomássemos coragem para fazer coisas novas e ousar buscar novos objetivos. Atualmente Vera Lourenço é coach e continua ajudando as pessoas desenvolver suas habilidades.

Apenas 5 anos depois e o mundo deu várias cambalhotas. Agora não temos tempo para o medo, para indecisões. Temos que nos reinventar. Se até as pessoas mais jovens tiveram que adaptar sua forma de trabalhar,  muitas vezes com dificuldade no meio da pandemia, imagine pessoas maduras.

No início da quarentena, para tentar assegurar a saúde mental, houve algumas pessoas recomendando: não tente ser produtiva durante todo o tempo. Relaxe um pouco, dedique mais tempo para o que realmente gosta de fazer.

Mas o tempo foi passando, não há um sinal verde para que as coisas melhorem e a realidade financeira se impõe. É preciso agir já  e no contexto da pandemia do Covid-19 a utilização de tecnologias para as mais diversas tarefas torna-se essencial. Seja para a atuação no mercado de trabalho, adaptação do negócio  ou para minimizar o distanciamento físico, a tecnologia passou a fazer parte dos novos hábitos de todos.

Tenho várias professoras e professores na minha família, de várias idades, mas dar aulas sem sair de casa tem sido um desafio ainda maior para os que já estavam se preparando para se aposentar.

“Entender como funciona a plataforma, fazer vídeo no celular para depois gravar no drive e dar atenção aos alunos têm sido um novo ‘descobrimento’. Sinto-me privilegiada por, aos 60 anos, estar aprendendo coisas novas e conseguindo atender aos meus alunos “

Shirley Magda Lara
Shirley em sua casa dando aulas on-line

Ana Maria Biemmi e Raul Thomaz têm ambos 65 anos de idade. Fazem parte do grupo de risco pela idade, mas também por fatores adicionais:  pressão alta, diabetes e sistema imunológico menos resistentes. São casados há 38 anos e há pelo menos 30 anos trabalham juntos, o dia inteiro. Quando a pandemia de COVID-19 chegou no Brasil seus filhos Rafael e Guilherme  ficaram extremamente preocupados e na base do “desespero” e falta de informações, fizeram com que  fechassem  a Laticínios Biemmi     por 15 dias, dando férias coletivas para os 3 funcionários.  Após este período inicial vendo que as contas não pararam de chegar e querendo a todos os custos preservar os empregos, mediante a permissão os órgãos competentes , reabriram.  Por ser um  comércio tradicional, tiveram que fazer várias adaptações: espaçamento entre as pessoas, isolamento da área dos vendedores da área do caixa, máscaras e álcool gel para todos. Implantaram uma logística de fluxo único na loja, evitando trânsito desnecessário. Disponibilizaram álcool gel na entrada e também luvas descartáveis para aqueles clientes que desejam manipular os produtos. Se antes trabalhavam ao redor de 12 horas, agora se forçam a ficar no máximo 9 horas para diminuição do risco. Aos finais de semana, dias de maior movimento, os filhos assumem seus lugares.  Além disto, com a necessidade de adaptação da nova forma de consumo dos clientes, tiveram que alterar o site, antes plataforma web única para versão multiplataforma, podendo ser visualizada em qualquer aparelho. Ingressaram nas redes sociais como Facebook e Instagram com atenção especial ao Google, onde receberam avaliação de estabelecimento 5 estrelas. Para maior engajamento nas redes sociais a nora Camilla criou um cardápio especial que pode ser enviado em PDF por WhatsApp ou por e-mail. Para prestar um serviço ainda mais conectado com os novos tempos, estão se preparando para o delivery.

“Não tem sido fácil, especialmente para meus pais, se adaptarem a nova realidade, mas como sempre fizeram, estão superando juntos. E isso nos enche de orgulho!”

Rafael Biemmi
Casal Biemmi trabalhando na Laticínios Biemmi

Então para você que vê a necessidade de mudança, mas acha que é impossível considere:

  • Você tem tempo suficiente – Não importa quantos anos você tem, sempre há tempo para aprender. Além de desenvolver novas habilidades que contribuirão para seu negócio, também ajudarão na saúde mental e emocional.
  • Abra-se para o novo. Se seu negócio não pode funcionar neste momento, considere dar aulas on-line, oferecer consultorias, reinventar seu negócio.
  • Permita-se – em todos os sentidos. Não sinta vergonha de não saber, pergunte, questione, peça ajuda. Vá atrás.
  • Seja feliz. O tempo é hoje.

Se você já teve que aprender algo novo desde que começou a quarentena ou se conhece alguém que teve que se virar, conte-nos sua história.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s