Resiliência, seu nome é Elza!

Revisitando a biografia de Elza Soares, que foi enredo da Escola de Samba Mocidade Independente me fez pensar como quanto frágeis nos parecemos frente a pessoas que recebem tanta pancada e segue em frente.

Um exemplo de longevidade com garra, com propósito. Cinza Poderosa ao cubo.

Quando o número de pessoas com depressão chega a níveis estratosféricos, sendo o Brasil um dos campeões de venda de remédios tarja preto eu me encanto com a força desta nega.

Elza nasceu no que ela chamou de  Planeta Fome. Foi estuprada com 12 anos e seu pai a obrigou a casar com seu algoz. Deste casamento teve 5 filhos, sendo que dois deles morreram por consequência da pobreza e fome. Sua terceira filha foi sequestrada recém-nascida e só a reencontrou quando já era adulta, depois de longos anos de procura. Elza perdoou os sequestradores, “porque criaram muito bem minha menina”.  Ficou viúva aos 21 anos.

Anos depois conheceu Garrincha, ela uma cantora famosa, ele um dos astros da seleção brasileira de futebol. Mas Garrincha era casado e por conta disto Elza foi execrada em praça pública como destruidora de lares. Anos depois ele de divorciou e se casaram. Garrincha era alcoólatra e ela sofreu todo tipo de consequência por conta disto, inclusive violência doméstica.  Em uma das ocasiões, dirigindo bêbedo,  provocou um acidente no qual a mãe de Elza foi arremessada para fora do carro e morreu na hora. Elza e uma das filhas tiveram ferimentos leves. Na época da ditadura sua casa metralhada e tiveram que sair do país.  Eles tiveram um único filho que também faleceu em um acidente de carro aos 9 anos.

Em 2015 Elza perdeu seu quarto filho com 59 anos de idade, vítima de complicações de uma infecção urinária.

Elza teve muitos outros romances, inclusive com pessoas muito mais jovens que ela e com o rosto marcado com uma série de cirurgias plásticas, Elza continua sofrendo críticas.

Em consequência de uma queda durante o show, teve vários problemas da coluna e atualmente se locomove com cadeira de rodas.

Hoje com 90 anos , Elza segue firme e diz que olha para frente. Faz shows com sua voz rascante, mistura ritmos, busca parcerias com gente jovem, denuncia a desigualdade social e seu único pedido para o carnavalesco foi que gostaria de homenagear os professores no desfile.

É UMA DEUSA! SALVE ELZA!  

1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s