A beleza e as rugas

Clovis Casemiro – lindo com seus 61 anos e sem procedimentos estéticos.

Você tem enfrentado as angústias da envelhecência? Não é hora de fazer as pazes e ver a beleza que existe em você?

Pelas projeções, passaremos mais tempo envelhecendo do que qualquer época de nossas vidas. Isto se considerarmos os 50 anos como ponto de inflexão. Hoje esperar viver 100 ou mais não é absurdo.

Se por um lado enfrentamos o  velhismo (preconceito contra o idoso), tanto das empresas, como de nossos amigos e familiares,  por outro lado, estão surgindo lindas iniciativas para reverter este quadro.

Até mesmo a indústria da beleza está repensando e modificando a forma de venda de produtos para nossa faixa etária. Antes chamados de anti-idade, os cremes e loções pareciam estar lutando contra a tempo ao invés de aceitar as modificações  e trabalhar a nosso favor.  De uns 2 anos para cá, depois de alguns manifestos e publicações, as indústrias dos cosméticos agora prometem não lutar contra o tempo, mas melhorar a pele e ajudar a criar consciência quando o assunto é saúde e bem estar.

Até mesmo os procedimentos estéticos estão buscando efeito mais natural, embora ainda haja muitos exageros.

Recentemente eu vi uma médica dermatologista falando de procedimentos estéticos e fiquei chocada. Sua cara estava medonha. Os lábios grossos e a pele azulejada eram ridículos. Ainda bem, que cada vez mais, os procedimentos que antes deixavam os rostos irreconhecíveis por botox e preenchimentos agora estão procurando suavizar as linhas de expressão, mas não deixar a pessoa deformada.

As empresas conscientes desta mudança, já buscam transmitir em sua publicidade esta nova percepção. A Getty Images um fornecedor de imagens para empresas e consumidores com um arquivo milhões de imagens ,  ilustrações e filmes  , lançou uma coleção  com mais de 1.400 imagens destinadas a transmitir experiências cotidianas, estilos de vida e relacionamentos dos adultos de 50 anos para cima. Eles dizem que dados de pesquisa global revelam que seus clientes estão buscando conteúdo com pessoas em idade de aposentadoria com mais frequência. A procura pelo termo aposentadoria cresceu 99% entre 2018 e 2019, já os termos idosos e idosos diversos cresceram 151% e 250% respectivamente.

Antes preocupada em  celebrar a juventude e em retardar os efeitos da idade no corpo, agora as empresas estão buscando modelos maduros. E  agências como a  Oldushka estão  trabalhando apenas com modelos da economia prateada.

Já é hora acabar com a ideia  que a juventude é uma moeda forte. Temos mais a oferecer do que uma pele esticada.  Ter vergonha da própria idade é que é velho!

Deixe seu comentário e opinião sobre este assunto e se gostou de nossas reflexões, siga-nos para não perder os próximos assuntos.

2 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s