Terceira idade é o que mesmo???

Algum dia você já se perguntou ou sabe por que chamam a velhice de “3a Idade”? Quem me esclareceu essa questão foi um amigo de colégio que hoje é Head de RH de uma grande multinacional, o Pedro Pitella (maturi como eu, naturalmente). Em teoria, a 1a. idade é a parte da vida onde estudamos. A 2a. idade é a época de trabalhar e juntar patrimônio. Finalmente, a 3a. idade seria o momento de se aposentar e, tendo saúde, curtir a vida de ócio.

Teoricamente. O mundo pós-moderno borrou todas essas fronteiras e bagunçou geral a nomenclatura. Tivemos uma rica conversa sobre o assunto, numa mesa de restaurante, trocando reminiscências da vida e vendo fotos antigas da escola. Um mundo que era muito diferente de hoje.

Maturis reunidos: eu e Pedro Pitella

Veja só, quanta gente você conhece que nunca pára de estudar? Qualquer gestor de pessoas vai te dizer que se você não se atualizar e capacitar continuamente, vai ficar para trás na empregabilidade. Portanto, a 1a. idade invadiu a 2a. idade. Por outro lado, quanta gente vemos atualmente que está em pleno auge da carreira e resolve puxar o freio de mão e tirar um período sabático, ou uma espécie de “aposentadoria jovem”?

Quantos jovens você conhece ou ouve falar, que elegeram ser nômades digitais, exercendo sua atividade durante viagens intermináveis de exploração, alternando seu trabalho com um movimento permanente de estar em trânsito, curtindo a vida, sem amarras e tendo um lifestyle minimalista? Eu conheci vários fazendo woofing, como o casal Paulinha Soares Junqueira e Pedro Castro, que há mais de um ano estavam rodando mundo com seu filho, trabalhando voluntariamente em fazendas e ecovilas. A Indonésia está cheia de nômades minimalistas. Meus amigos Karen e Alexandre Formagio (o casal dois queijos) são outro exemplo. Todo esse pessoal está ciclicamente na 1a., 2a. e 3a. idade ao mesmo tempo!

O casal Formagio, que vive entre Airbnbs, viagens à Europa, webinars, projetos e palestras

E finalmente, quanta gente na 3a. idade quer se manter ativa, empreendendo, atuando como voluntária de ONGs ou estudando? Bota 2a. idade aí. Aliás, tem umas trilhas de conhecimento para os maturis na Unibes Cultural em SP fantásticas e gratuitas, vale conferir e curtir um pouco de 1a. idade.

Por isso, deixe de lado essas classificações que já não cabem mais na diversidade do mundo atual e a cada dia vão ficando – elas sim – “velhas” ! 😉

1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s