Vencendo os medos

Nunca gostei de comemorar meu aniversário com festas  (traumas de infância), mas quando fiz 50 anos me dei 2 presentes: um luau na Praia Vermelha e uma viagem a Fernando de Noronha.

Mas pensei o que farei num destino onde a beleza está dentro do mar e não na areia se não sei nadar?

Todos os profissionais  de educação física que eu perguntava me diziam que eu teria que aprender a nadar na piscina para depois ir para o mar. Eu não tinha tempo, faltavam apenas 4 meses da minha viagem. Sou ariana, se quero algo, quero agora.

Caminhando na Praia vermelha vi uma tenda de assessoria e tive a sorte de encontrar Christiane  Pançardes da Silva , que não só disse que eu poderia perder o medo e aprender me movimentar em local que não dava pé, como eu poderia vir a nadar longas distâncias.

Bem, eu que quando saía de barco, colocava o colete salva vidas e só descia agarrada na escada, duvidei que nadasse, mas pelo menos queria me sentir confortável em fazer um snorkel ou algo assim.

Em quatro meses eu já tinha superado o medo, estava me movimentando e indo até a boia de marcação de saída dos nadadores.  Suficiente para viajar e aproveitar bastante de um destino tão incrível como Noronha. Nadei (aquilo seria nadar?) com arraias, moreias, filhotes de tubarões, tartarugas e uma infinidade de peixinhos.  Inesquecível experiência.

Na volta pensei em aprender mesmo a nadar, então fui para um curso de natação formal na piscina. Não gostei e acabei abandonando depois de alguns meses.

3 anos depois decidi que realmente queria aprender. Procurei a Dra. Chirs novamente e comecei tudo de novo. Eu era realmente uma pedra no caminho dos professores, ou um desafio como eles gostam de dizer.  Meu movimento de pernas era tão exótico que eles chamavam de tremelique, espasmos entre outras brincadeiras  e era tão sensacional que eu conseguia fazer o “moom swimming” , inventei uma modalidade nova de nado para trás.

Isto aconteceu em janeiro de 2018 e agora em junho de 2019 estão me preparando para a primeira prova de minha vida. Vou participar do Rei e Rainha do Mar, na prova de 1 km.

Me tornei um “case” de sucesso na Equipe Sports Mix
e estou muito orgulhosa de mim. Gratidão aos queridos professores principalmente a Cesar, Pedro e Vitor. Espero motivar outras pessoas com minha experiência e gostaria de receber outros depoimentos, afinal “ São mitos de calendário tanto o ontem como o agora, e o teu aniversário é um nascer toda a hora.” Carlos Drummond de Andrade.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s